Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Milorde

Uma manhã atribulada

Milorde, 04.11.19

Amanheceu. Acordei com o Misha a arranhar a porta do meu quarto para me pedir comida. Levantei-me e desci até à cozinha para lhe dar um pouco de leite. Estranhei a casa ainda estar em silêncio mas, como ontem foi dia de festa, é natural que estivessem todos a descansar. Fiz um café para mim e sentei-me na minha poltrona, na sala de estar, a ler um jornal antigo que guardo para fazer as palavras cruzadas. Porém, ouço passos lá em cima e vejo a Maria a descer as escadas esbaforida.

- Passa-se alguma coisa, Maria?

- Ela está a cagar-se toda lá em cima, Milord. Eu não aguento, juro-lhe que não aguento! - respondeu-me.

Corri escadas acima e encontrei a Condessa pálida como a cera de uma vela, ainda de robe, sentada na cama. Perguntei-lhe o que se passava com ela.

- Oh, je suis malade! - respondeu-me.

- Mas o que aconteceu, Madame? Está tão pálida!

- Foi a salada de fruta, Milord! Tinha kiwi et je suis allergique ao kiwi.

- Oh, lamento Madame... eu não sabia!

Bonito. Agora a Condessa está com uma intoxicação alimentar. A Maria chegou ao quarto com uma banana cortada às rodelas, dizendo que era bom para prender o intestino. Depois colocou uma máscara, como aquelas que os médicos usam, para poder ir limpar a casa de banho.

Pauline sentia-se tão perdida no meio daquele caos que tive pena dela e pedi-lhe para me acompanhar na mesa do pequeno-almoço. A Condessa não desceu, preferiu ficar mais um pouco nos seus aposentos. Sebastião juntou-se-nos e dirigiu-lhe um sorriso caloroso. Disse que esteve ontem à noite a aprender um pouco de francês para melhor se comunicar com as nossas visitas. Agradeci-lhe o gesto, contudo, para mostrar o que sabia, virou-se para ela e disse:

- Voulez-vous coucher avec moi, ce soir! [Quer deitar-se comigo esta noite?]

A Pauline ficou chocada e deu-lhe um estalo na cara. Correu escadas acima para ir ter com a avó.

- Que é que eu disse de mal? - perguntou.

Fiz-lhe a tradução e ele jurou-me que não sabia qual era o significado, que aprendeu aquelas palavras com uma canção, achou-as tão bonitas e quis impressionar.

Parece que não está nada fácil a situação.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.