Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Milorde

O laboratório X

Milorde, 02.03.22

pill-g9b345b146_1920.jpg

Ontem fui à farmácia aviar uma receita habitual. Disse que queria o medicamento do laboratório X, o mesmo de sempre, e tive como resposta:

- Ah, não sei se tenho desse laboratório! - Assim de maneira fria, quase arrogante.

Afinal tinha e tive a sensação que aquilo lhe custou a engolir. Disse-lhe que certa vez, quando o tal medicamento do laboratório X esgotou, experimentei um outro e que não me senti muito bem, tive alguns efeitos secundários diferentes, e que a minha médica sempre me aconselhou a tomar do mesmo laboratório. Expliquei isto tudo de forma educada para que ela me compreendesse, porque os farmacêuticos também têm este papel de compreender a dor dos outros, literalmente.

- Sabe, se cair num hospital, dão-lhe o medicamento de qualquer laboratório! - Outra resposta no mesmo tom.

Com tudo isto, o que eu gostava de saber era se os farmacêuticos ganham mais, ou menos, tal como uma comissão igual aos vendedores de porta em porta, ao venderem medicamentos de certos laboratórios, porque isto já me aconteceu diversas vezes e em farmácias diferentes.

Quando digo que já experimentei de outro laboratório e que o mesmo medicamento provocou-me efeitos diferentes que o habitual, alguns farmacêuticos dizem que: "sim, isso é possível". Outros engelham o nariz e dizem: "isso é impossível!" Nunca chegaremos a um consenso nesse sentido porque cada pessoa reage de forma diferente a cada medicamento, a cada situação, até mesmo a certos alimentos.

Então, sejamos um pouco mais humanos, por favor!

 

Milorde na dúvida

Milorde, 13.01.22

covid-g76fc2b55b_1920.jpg

Pensava eu que com duas doses da vacina estaria protegido. Diziam que mesmo que apanhasse o vírus teria sintomas ligeiros parecidos com uma constipação.

Comecei no domingo à noite por ter uma ligeira irritação na garganta. Segunda-feira senti muito frio e uma dor no peito sempre que respirava, a garganta continuava irritada. Passei mal a noite de segunda para terça com arrepios de frio e uma forte dor de cabeça, daquelas que nos deixam com tonturas.

Comecei por ligar para a linha de saúde 24 que até ao dia de hoje ainda não me atendeu. António Costa anunciou que vai reforçar a linha com mais 700 profissionais de saúde, mas não disse quando, até lá todas as pessoas que tentam ligar para esta linha entupida de pacientes é como se estivesse dentro de uma tombola em que só sai um número premiado de vez em quando.

A farmácia de Barbalimpa não faz testes à covid-19 porque não tem o protocolo, palavras do farmacêutico que me atendeu ao telefone.

Ontem a Maria levou a sua dose de reforço da moderna sem saber se estaria ou não também infetada mas decidiu correr o risco porque não tinha qualquer sintoma. Enquanto esperava por ela "bati à porta" de 3 farmácias que fazem testes mas apenas por marcação e que nos próximos dias estão lotadas. Nada feito. Tenho sobrevivido com paracetamol que é o mesmo que teria de fazer se estivesse infetado.

Hoje a Maria está de cama, cheia de dores e arrepios de frio, mas não sabemos se será efeito da vacina, do covid ou de ambos. A minha garganta dói-me e tenho tosse. Soube de uma farmácia que faz testes por ordem de chegada e vou tentar a minha sorte (sarcasticamente falando).