Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Milorde

O Milorde escandalizado

Milorde, 17.11.22

scandal-230906_1920.jpg

Há mais um escândalo que ocorreu nesta vila pacata recentemente e que vou partilhar, ou não fossem vocês leitores ávidos por mexericos, principalmente daqueles bem intrigantes. Sabem bem que Milorde não perde uma oportunidade para vos pôr a par de todos os acontecimentos desta vila.

Acontece que uma professora, aqui há cerca de quatro anos atrás, decidiu abrir um centro de explicações aqui na vila não só para as crianças que tinham dificuldade em aprender mas também para aqueles pais que não têm onde deixar os filhos. Segundo alguns pais - e segundo o relato das próprias crianças -, a docente limitava-se apenas a fazer os trabalhos de casa, dando literalmente as respostas aos exercícios, e depois a meio da tarde faziam um lanche comum, onde as crianças juntavam o lanche que traziam de casa e cada um comia o que quiser, inclusive a professora que não trazia o seu próprio lanche e comias as bolachas quase todas, a gulosa!

Mas esperem, que a história não acaba aqui.

Com a inflação, esta maldita palavra que tem povoado a nossa vida desde o início da guerra, a renda do seu espaço aumentou. A professora não teve outro remédio senão aceitar. Deu a entender aos pais que provavelmente iria tentar arranjar um outro espaço mais barato mas que não se preocupassem, ela iria continuar a fazer tudo igual.

Os pais foram pagando a mensalidade sempre antecipadamente, até ao dia 8 de cada mês, incluindo o corrente mês de novembro. Depois desse pagamento, a professora mandou mensagens aos pais a dizer que não levassem os filhos no dia seguinte pois ela estaria ocupada em arranjar um outro espaço para as suas explicações. Nisto o tempo foi passando, e ela quando contactada dizia dava sempre a desculpa da lentidão das burocracias. Segunda-feira passada os pais encontraram o espaço completamente vazio! A professora tinha retirado tudo do espaço sem dar conhecimento a ninguém e ao contacta-la os pais dão de caras com o voice-mail da própria. A professora simplesmente desapareceu com o dinheiro das mensalidades do mês do novembro.

Os pais estão todo revoltados. Anda aqui uma espécie de caça à professora que está em parte incerta. Ninguém sabe de nada.

 

Um escândalo!

Milorde, 04.10.21

argument-4884735_1280.jpg

 

O Artur, mais conhecido por ganso por ter um pescoço comprido que levanta sempre que passa um carro pela rua para ver quem é, foi apanhado pelo seu amigo e companheiro de casa a ter sexo com a mulher dele. Foi um escândalo enorme aqui na vila de Barbalimpa com direito a espetáculo do bom em praça pública, e não foi preciso comprar bilhete para assistir! Houve ameaças de morte com armas brancas, choro, gritos, tentativa de suicídio e a presença da GNR para aclamar os ânimos, não vá o diabo tece-las.

A Carla só chorava e a certa altura gritou ao seu marido que ele não a satisfazia na cama e ela teve que se desenrascar! O marido, coitado!, tentava a todo o custo ver-se livre dos homens que o agarravam para deitar as mãos ao pescoço do ganso para o esfolar.

Ao que a Maria conseguiu apurar mais tarde, o marido chegou a casa mais cedo do trabalho e ouviu uns gemidos estranhos. A princípio pensava que era o gato deles que estava com o cio mas depois percebeu que o cio era outro! O ganso voou pela janela fora ainda com as calças na mão e só parou no café do Jorge para beber uma mini fresquinha, assim para despistar, mas não adiantou. O marido pegou na foice de cortar a erva e dirigiu-se furioso para lá com a mulher aos gritos atrás: chamem a GNR, chamem, que o meu marido vai cometer uma desgraça!

A GNR lá veio e tomou conta da ocorrência e se o marido não tivesse escondido a foice ia passar uma noite na esquadra para pensar na vida. Quanto ao ganso, veio pedir asilo na minha casa, mas eu logo lhe disse que não tinha uma capoeira e ele foi-se embora a abanar a cabeça e a fumar o seu cigarro deixando um rasto de fumo pelo ar.