Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Milorde

Eu também quero escrever! - Maria dos Prazeres

Milorde, 18.10.21

Ora muito boas tardes senhoras e senhores.

O meu nome é Maria dos Prazeres e sou conhecida aqui neste blogue pela criada do Milorde. Criada é pouco meus amores, eu sou uma escrava nesta casa! No sábado sua senhoria escreveu que adora o outono... pudera, não é ele que varre e apanha as folhas que caem todos os dias neste jardim que mais parece uma selva. Se ao menos existisse aqui um Tarzan que me chamasse de Jane e me levasse daqui para fora pendurados numa liana e eu agarrada àqueles músculos todos... ai jasus!

Não é fácil ser criada nesta casa. Milorde é muito esquisito, picuinhas, e o que mais lhe querem chamar. Ainda hoje na hora de almoço me perguntou se eu tinha colocado mais azeite na sopa que ela estava muito gordurosa. "Olha meti-lhe leite da pi... " - respondi. Vocês desculpem-me mas eu sou muito desbocada. No outro dia disse que as batatas fritas não tinham sal. "Pega na puta do saleiro e mete, filho!". Não há paciência!

Então, já que eu li por aqui que alguém gosta da minha rebeldia, aproveitei uma folga dos meus afazeres e vim aqui escrever-vos os meus desabafos. Na verdade foi muito fácil descobrir a palavra-passe deste computador (a data de nascimento da criatura) e agora vou voltar aqui de vez em quando para vos dar a conhecer um pouco mais de mim também. Já que eu sou falada ao menos que tenha uma palavra a dizer.

Meus amores, um beijo para vocês e até uma próxima.

 

Maria dos Prazeres

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.