Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Milorde

Além da caridade

Milorde, 02.11.23

Sempre que vou ao supermercado há uma senhora que vem ter comigo a pedir-me uma moedinha para comer uma sopa. Na primeira vez que ela me abordou desculpei-me dizendo que não tinha dinheiro comigo, a senhora ficou muito chateada e mandou-me à merda, diretamente com todas as palavras.

Fiquei surpreso com tamanha reação e durante dias ignorei-a sempre que ela me abordava porque, meus amigos, a educação cabe em todo o lugar, sejamos ricos ou pobres.

Um dia da semana passada, quando fui ao tal supermercado, ela lá estava e mal me viu a sair da porta do estabelecimento dirigiu-se a mim mais uma vez. Pediu-me dinheiro para comer uma sopa. Disse-lhe que não tinha dinheiro comigo mas que se ela quisesse dava-lhe pão e uma peça de fruta para ela comer. Acham que ela aceitou? Não, não quis. Queria dinheiro.

A vida está difícil para muita gente. Até para mim, acreditem! Não dou dinheiro às pessoas que me abordam, dou comida. Algumas aceitam e agradecem, o que me enche o coração de orgulho pela pessoa generosa que posso ser. Outras não querem e viram as costas. Aí, deixo de ter pena.

6 comentários

Comentar post